Páginas

quinta-feira, 6 de julho de 2006

Pérolas II

Ontem enquanto digeríamos a não vitória de Portugal em família, tentámos enganar o desalento, fazendo o habitual zapping pelos canais de sempre, quando, de repente, ouvi, vindo de um dos quatro canais abertos a todos os mortais, e isto à porta do Allianz em Munique, que Portugal acabava de perder com um golo de "Zidane, um argelino naturalizado francês proveniente dos bairros degradados de Marselha". Venham os Câmara Pereira com o brasão e o pedigree, a estirpe e o sangue azul, venha a inteira dinastia de Bragança, os Windsor, os Orange e os Sachs-Coburgo-Gotha marcar-nos golos, até a Lili Caneças e o Castelo Branco, mas argelinos rascas vindos das barracas de uma cidade portuária é que não. Ai Portugal, Portugal.

7 comentários:

  1. Sim, o enviado da SIC em Paris desvalorizava os festejos das ruas dizendo que bastava olhar para o aspecto e a cor da pele dos manifestantes para perceber que não era a França que festejava. E depois é o Le Pen que é xenófobo e racista...

    ResponderEliminar
  2. Sempre achei que nós, portugueses, generalizando claro, tínhamos a mania que éramos tolerantes e bonzinhos. Quando começámos a receber imigrantes brasileiros e de Leste, passou-nos a rolerância e passámos a achar que "eles" nos roubavam o trabalho e eram reponsáveis pela criminalidade. Foi tudo muito bonito enquanto fomos nós a emigrar. Sinceramente isto é mesmo das coisas que mais me irritam, assim como estar sempre a dizer que os alemães são racistas.

    ResponderEliminar
  3. Racistas, frios, antipáticos, etc...
    Pena que apenas alguns, aqueles que com eles contactam, consigam perceber o quão errada está esta ideia.
    Mas afinal, também se diz muita coisa sobre os portugueses sem conhecimento de causa, não é? :)

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Enfim..... que fazer??
    *suspiro*

    ResponderEliminar
  6. eu acho que em todos os paises que de repente entram em contacto com um grande numero de estrangeiros vao aparecer sentimentos xenofobos, e inevitavel

    ResponderEliminar
  7. Mas o que me irrita é no fundo esta ideia de que o português é o maior, tolerante e receptivo a tudo e a todos.

    ResponderEliminar

Comments are welcome :-)