Páginas

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Mais um

Cento e oitenta e duas páginas depois ainda não cheguei à parte em que este, A Viagem do Elefante, é o melhor Saramago depois do Nobel ou depois do Memorial do Convento. Cá para mim é um Saramago, imaginativo e muito bem escrito, notável tendo em conta a situação em que foi escrito mas mais um Saramago.

8 comentários:

  1. Ainda não fui tão longe na "viagem". Duvido até que chegue a "embarcar".
    Talvez no dia em que as intermitências do paquiderme me caiam, inadvertidamente, no colo, lhe dispense alguma atenção e pouco mais.
    Vou ser apelidado de uma coisa qualquer depreciativa. Porém, e após ter lido três obras do digníssimo "old timer", não consigo ler/ver o porquê do sucesso do Saramago na escrita.
    O que não falta por aí é gente com imaginação galopante e a escrever esplendidamente bem!
    (Marketing, os conhecimentos certos e uma oportunidade?)
    Talvez a notoriedade se deva a outras coisas que, quem sabe, por ainda ser considerado por muitos um "jovem imberbe", escapem a minha visão pueril de (re)conhecer um génio.

    No entanto, agora, depois deste teu post, acho que ainda fiquei com menos vontade de encher de direitos de autor a conta do nobel velhote.

    ResponderEliminar
  2. Olá Helder :-)
    Eu consigo ver que ele é um belíssimo escritor, como muito poucos. A notoriedade, em minha opinião, deve-se a isso mesmo. Como muitos outros Saramago não nasceu Nobel, a notoriedade foi chegando pela mão dos livros. Adoro o Memorial do Convento e As Intermitências da Morte. Quanto a muita gente a escrever bem, eu acho que há muita gente a escrever mas pouca a escrever bem, a publicar melhor dizendo, são coisas diferentes.
    Boa sexta-feira

    ResponderEliminar
  3. Estava com muita curiosidade no livro, precisamente pelo que ouvi dizer. Mas a Leonor já me acalmou. Gostava de ler o seu comentário no final. :-)

    ResponderEliminar
  4. Eu também quero saber o que achaste, Leonor. Preguiça pura...
    O Memorial, a Jangada e a Cegueira não são, para mim, mais um Saramago. São OS Saramagos.

    ResponderEliminar
  5. Este não é o meu preferido - já postei sobre isso no DO- mas se não estiveres farta de Saramago não vale a pena. É, de qualquer forma, surpreendente como ele escreve assim com a idade que tem e tão doente como estava.

    ResponderEliminar

Comments are welcome :-)