Páginas

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Momento de sorte

Há gente com sorte e gatos também. Naquele dia de Inverno nada faria prever o acontecido. Recebo um telefonema pela hora de jantar, a voz soturna indiciava uma preocupação e um infortúnio Vou mais tarde. Encontrei um gatinho atropelado e vou levá-lo ao veterinário. Horas depois o prognóstico era reservado e pela descrição tudo levava a crer que o pobre bichano, trôpego e ensanguentado, não sobreviveria às horas seguintes. Depois as conversas que se repetiam, Coitadinho do gato, e é gatinho ainda, é pequeno, deve ter fugido da casa de alguém… Não ia lá deixar o gato na estrada… e enquanto a consciência se tranquilizava por ter sido feito o que devia ser feito, a preocupação e o pesar pairava. Não ia safar-se. O gato foi ficando nas nossas conversas durante a noite. Coitadinho. No dia seguinte, a romaria ao veterinário e quando cheguei a casa da minha mãe pela hora do almoço fui brindada com a presença de um gatinho algures entre os três e quatro meses, com pelagem que mais parecia um dálmata e um ronronar insistente e tranquilizador. Impossível resistir. O gato não só tinha sobrevivido como estava já perfeitamente ambientado e infinitamente grato pelo salvamento. O ronronar constante era a prova inequívoca. Que os humanos conseguissem ser tão gratos. Digam olá ao Gastão.

fotografia minha

9 comentários:

  1. Sortudo como o homónimo!
    Olá, Gastão ;)

    ResponderEliminar
  2. Que lindo, o Gastão!
    E é verdadeiramente incrível a gratidão dos animais que adoptamos. Conseguissem os Homens ser assim e seriamos todos melhores.

    Longa vida ao Gastão! :)

    Beijinhos *
    Mariana

    ResponderEliminar
  3. Não gosto nada de gatos.
    Olá Gastão. Fica sabendo que és um sortudo, o Buzas tem razão. ;)

    ResponderEliminar
  4. Daí o nome, Buzas :)O dono que o encontrou baptizou-o. Duplamente sortudo, o bichano.

    É lindo e fofo, Marian, mas muito malandro. tem moído o juízo à minha mãe. Era bom que os Homens fossem assim dedicados :-)

    Pois, Mike, eu sei :-)

    ResponderEliminar
  5. A sorte do gato e o "mestrado" em boas acções de quem o salvou...

    ResponderEliminar
  6. Sortudo mesmo, Viagens, o salvador dele tem uma coração grande e mole no que diz respeito à bicharada ;-)

    ResponderEliminar
  7. Fantástico! Um Gastão cheio de sorte :)
    E que bonito que ele é! :)

    ResponderEliminar
  8. Muito sortudo mas só faz disparates :-)

    ResponderEliminar

Comments are welcome :-)