Páginas

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Vida de professor

Desde que regresso ao trabalho e ainda mesmo antes das aulas começarem, passo o dia a fazer 'coisas', a preencher formulários, escrever papéis, avaliar isto aquilo e aqueloutro, que obsessão, meus deuses, esta de avaliar até o ar que respiramos e que me sufoca, cumprir desígnios sabe-se lá de quem e para quê. Em suma passo o dia a fazer merdas, que me desculpem os mais sensíveis e os que acham que tais palavras não devem sair da boca de um professor, mas assim é. Merdas que na prática não servem para nada se não para acumular resmas de papéis inócuos e que me roubam tempo e espaço para o que gosto de fazer e para o que devo fazer. Assim não vamos longe. Enquanto não admitirem isso passaremos o dia a fazer merdas.

5 comentários:

  1. Boas!

    Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

    Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    Saudosos cumprimentos!

    ResponderEliminar
  2. Como eu entendo... Ai como eu entendo...

    ResponderEliminar
  3. Este post poderia ter sido escrito por mim. Hoje estive na escola das 9 às 19'30 a fazer merdas:papéis, reuniões vazias, pareceres em relação a mil e uma inutilidades... A juntar a isto, aturar colegas que gostam de se ouvir a eles próprios. Arranjem um blogue :) Ah! E também sou professora (de português) e digo "merda". E outras coisas bem piores. Gostei deste desabafo! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Acabei agorinha mesmo de fazer mais uma dessas 'merdas'. Não há quem aguente. E avaliação? Ai estou farta, mas que farta que estou. É que desde que começou esta obsessão com a avaliação não se pode nem respirar ou sem ser avaliado ou sem se avaliar.
    Sim, Ilídia, esses que gostam de se ouvir junto com uma outra espécie que gosta de mostrar trabalho balofo são insuportáveis. Que arranjem um blogue, claro!
    Beijos, meninas, há que aguentar forte :)

    ResponderEliminar

Comments are welcome :-)