Páginas

sábado, 25 de fevereiro de 2006

Felicidade

Tristeza não tem fim
Felicidade sim...

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar.

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei, ou de pirata, ou jardineira
E tudo se acabar na quarta-feira.

Tristeza não tem fim
Felicidade sim...

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranquila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor.
(...)
Tristeza não tem fim
Felicidade sim...


Tom Jobim/Vinícius de Moraes

E isto porque sempre que se falava de Carnaval carioca, o meu pai trauteava esta melodia.

2 comentários:

  1. Tens email?
    falexcarvalho@yahoo.com
    Um abraço
    ~º(",)º~
    Fernanda

    ResponderEliminar
  2. Enviei-te uma mensagem através do BC.

    ResponderEliminar

Comments are welcome :-)