Páginas

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Pão por um deus desconhecido

Nove e vinte e cinco. Os cães ladram inquietos. Eles vêm aí. Sei que são eles. Espreito pela janela do quarto e vejo-os. Desço as escadas a tempo de lhes abrir a porta. Dizem ao que vêm sorridentes para soltar um lamento de seguida ‘Está tudo na missa. Ninguém nos abre a porta’. E o outro ‘e ele tem de se ir embora às dez’. Sempre achei que a religião é como o amor ainda em que numa proporção diferente, em demasia matar-nos-á e agradeço aos meus deuses por me terem arredado de sacristias e outros lugares estranhos de santos em esgares e sofrimentos, não nos bastasse já a vida. As crianças terão doces. Abrem-me os sacos de pano e para lá vou despejando com a supervisão dos dois a mesma, a mesmíssima quantidade de guloseimas: chupas, rebuçados, moedas de chocolate. Foram as primeiras das últimas crianças que vieram a minha casa pedir Pão-por-Deus. Acabou este ano com uma garota sorridente de sobrancelhas ralas que me inquiriu à saída ‘Posso fazer uma pergunta?’ Claro!’ ‘Esta árvore que tem aqui chama-se como?’ ‘Azevinho.’ ‘É isso’ diz-me. E a conversa corre solta sobre o azevinho e as bolinhas vermelhas numa manhã de sol brilhante indiferente ao país que anoitece. Quando voltei para dentro e a minha porta fechou-se pela derradeira vez. Dentro dela anoiteci. Estranho país o que mata as tradições. Estranho país o que nos matará a todos.

Também no Delito de Opinião.

12 comentários:

  1. Tão simples e tão verdadeiro Leonor...

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Está havendo um sorteio no meu Blog.

    http://luzia-medeiros.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. A simplicidade das palavras é o que mais encanta em um escritor que ver nas palavras seu porto seguro. Parabéns pela bela escrita.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Olá Leonor
    Para o ano temos mesmo que avivar as memórias.
    Porquê Halloween quando temos pão por Deus???
    Para o ano vamos agitar a blogesfera para que "todos" falem do nosso pão por Deus (as coisas simples não se devem tornar comerciais)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Combinado, Mané :)
      Também não entendo esta onda do Halloween, não me diz rigorosamente nada mas podem coexistir: um a 31 de Outubro e o Pão-por-Deus a 1 de Novembro. Não havendo feriado as crianças não podem vir pedir Pão-por-Deus. Sou conta a supressão dos feriados e contra a supressão deste em particular.
      Bjs

      Eliminar
  5. Concordo Mané, o Halloween não é uma tradição nossa...

    ResponderEliminar
  6. Querida amiga!

    Perdoa-me a invasão do seu espaço, mas seu Blog me foi falado por amigos. É super-interessante e real. Infelizmente dependemos e ficamos à mercê de uma gestão que execra o social e se situa indiferente às necessidades do povo como um todo. Cabem-nos sair do ostracismo e lutar contra isso, buscando melhoras de nossas vidas. Seus textos evidenciam a sua posição que deveria ser de muitos. Parabéns!
    Beijos de luz !

    POETA CIGANO - 09/11/2012

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas suas palavras.
      Beijinhos

      Eliminar

Comments are welcome :-)