Páginas

sábado, 5 de novembro de 2005

Passeios

Hoje, ao passear pela poesia, encontrei isto:

Canção para a minha filha Isabel adormecer quando tiver medo do escuro

Nem sombra nem luz
nem sopro de estrela
nem corpinhos nus
de anjos à janela

nem asas de pombos
nem algas no fundo
nem olhos redondos
espantados do mundo

nem vozes na ilha
nem chuva lá fora
dorme minha filha
que eu não me vou embora.


António Lobo Antunes in Letrinhas de Cantigas

Quero acreditar que também o meu pai não se foi embora...

4 comentários:

  1. Nô... enquanto tu existires o teu pai continua ao teu lado... Já viste como ele está tão presente em ti?
    Até eu, sem nunca o ter visto, parece que o conheço bem! E são as tuas memórias que permitem isto...

    (((((papalagui))))

    ResponderEliminar
  2. Concordo com a pipoca!
    E a canção é linda...
    Bjo grande, querida No!

    ResponderEliminar
  3. Vocês enchem-me de mimos! Beijinhos muito grandes :-)

    ResponderEliminar
  4. Que lindo!... Beijinhos, papalagui!

    ResponderEliminar

Comments are welcome :-)